Milágrimas, de Luli Penna e Alice Ruiz S — Gama Revista

Trecho de livro

Milágrimas

Novo livro da ilustradora Luli Penna homenageia canção de Alice Ruiz S e Itamar Assumpção que fala de tristeza e recomeços

Mariana Payno 25 de Dezembro de 2020

POR QUE LER?

Ao fim de um ano obscuro — para dizer o mínimo — ouvir Itamar Assumpção e as Orquídeas do Brasil cantando (ou quase recitando) “Milágrimas”, letra-poema de Alice Ruiz S musicada por ele, pode ser uma experiência catártica. A canção (veja abaixo) fala da tristeza, de uma espécie de luto, e de como lidar com isso: as mil lágrimas e seu gosto de sal brotam como aliados para um recomeço, e não como inimigos.

Lançado no último mês de 2020, ano em que o poema-canção completa três décadas, o novo livro da ilustradora Luli Penna dá a ele uma camada lúdica de materialidade e, aos leitores, novo fôlego para o que virá. Afinal, “Milágrimas” nos diz “que sofrer não deve ser à toa, que chorar é importante e que o milagre é a manhã seguinte”, como escreve Zélia Duncan — uma das vozes femininas homenageadas por Penna e que também gravou sua versão da música com Anelis Assumpção, filha de Itamar.


© Créditos

Em caso de dor ponha gelo
Mude o corte de cabelo, mude como modelo
Vá ao cinema, dê um sorriso
Ainda que amarelo, esqueça seu cotovelo
Se amargo for já ter sido
Troque já esse vestido, troque o padrão do tecido
Saia do sério, deixe os critérios
Siga todos os sentidos, faça fazer sentido

A cada milágrimas sai um milagre

Caso de tristeza, vire a mesa
Coma só a sobremesa, coma somente a cereja
Jogue para cima, faça cena
Cante as rimas de um poema
Sofra penas, viva apenas
Sendo só fissura ou loucura
Quem sabe casando cura, ninguém sabe o que procura
Faça uma novena, reze um terço
Caia fora do contexto, invente seu endereço

A cada milágrimas sai um milagre

Mas se apesar de banal, banal
Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal, do sal, do sal, do sal
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma a uma
Duas, três, dez, cem milágrimas
Sinta o milagre

A cada milágrimas sai um milagre
A cada milágrimas sai um milagre
A cada milágrimas
A cada milágrimas sai um milagre
A cada milágrimas

Produto

  • Milágrimas
  • Luli Penna e Alice Ruiz S
  • O.Tal (Editora Caixote)
  • 48 páginas

Quer mais dicas como essas no seu email?

Inscreva-se nas nossas newsletters

  • Todas as newsletters
  • Semana
  • A mais lida
  • Nossas escolhas
  • Achamos que vale
  • Life hacks
  • Obrigada pelo interesse!

    Encaminhamos um e-mail de confirmação