Melhores perfis do Instagram em 2020 - — Gama Revista

Quem estamos stalkeando

Quem stalkeamos em 2020

Projetos colaborativos, corpos múltiplos e diversos, invenções de quarentena. Os perfis de Instagram pelos quais Gama gostou de se aventurar neste ano — e por que você deveria fazer o mesmo

Laura Capelhuchnik 28 de Dezembro de 2020
  • Gama foi lançada em março, quando se iniciava também uma longa jornada de quarentena. Com boa parte do planeta confinada, não demorou para que surgissem grandes ideias nas redes sociais. Como o perfil holandês @tussenkunstenquarantaine, de releituras bem-humoradas da história da arte — feitas do jeito que dava no momento

  • Em tempos de Covid-19, contamos com o talento da editora de dados do Guardian Mona Chalabi. A jornalista cria tabelas e gráficos acessíveis e nada quadrados. Não só na quarentena, mas em qualquer momento, seu perfil é uma excelente fonte de informação

  • E se em 2020 você andou precisando de bons drinks para se reinventar, a dica é o perfil da jornalista e bartender Néli Pereira e suas combinações com ingredientes brasileiros. Para quem levou o ano de um jeito mais fit, ela também tem receitas com muito sabor e sem álcool

  • Falando em ingredientes, um perfil que soube lidar com os limões enviados por 2020 foi o de Mr Jorge Levi. O skatista mostrou que dá para praticar o esporte mesmo em casa, mesmo sem skate. E chegou à final de um concurso de manobras usando uma antiga panela de casa

  • O artista multimídia americano Pablo Rochat também foi um exemplo na sabedoria de dar vazão às vontades sem sair de casa. Ele produz animações e peças de design para grandes marcas e ilustra matérias do jornal The New York Times. Mas seu perfil vale mesmo pelos conteúdos virais autorais

  • As stalkeadas de Gama foram repletas de artistas. Como Luís Fernando, bailarino da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. O carioca do complexo do Alemão venceu uma série de preconceitos para se tornar uma das maiores promessas da dança brasileira. Vale acompanhar de perto sua história — e os belíssimos registros de seus movimentos

  • Fora do Brasil, ficamos de olho na atriz Barbie Ferreira, que brilhou na série “Euphoria”, de 2019. Suas fotos chamaram a atenção do público por mostrarem seu corpo bonito e real sem filtro e edição. A atriz é uma referência do movimento body positive e da luta contra a gordofobia em Hollywood

  • Também no campo da beleza, o perfil de Jacy July, estilista de cabelos afro, empreendedora e viajante carioca merece ser visitado ainda em 2020. Ela mostra penteados e dá dicas de maquiagem e estilo. Vale ainda conferir seus conteúdos no Youtube sobre empoderamento crespo, autocuidado e cultura negra

  • Mais um projeto que ajudou na travessia de 2020: @womanintimes. Além de contar histórias de mulheres latinoamericanas a partir do relato de quem as vive, o perfil-comunidade informa sobre saúde sexual e reprodutiva, e incentiva o debate e o compartilhamento de iniciativas que prometem um futuro melhor para mulheres na região

  • O nosso feed também foi composto por Ing Lee, uma artista plástica e quadrinista mineira de ascendência norte-coreana. Em sua arte, Ing explora temáticas como memória, identidade e corpos considerados dissidentes, com histórias sobre pessoas LGBTQIA+ ou com deficiência. Ela, entretanto, ressalta que sua produção não é exclusivamente sobre minorias e representatividade

  • Ainda no campo da arte, a cantora americana Dani Miller também fez parte do 2020 da Gama. Frontwoman da banda punk Surfbort, Dani surpreendeu o mundo com seu belo e idiossincrático sorriso em uma campanha da Gucci. Mas a atitude punkrock vai muito além das fotos no Instagram, em suas músicas a cantora aborda temas como política, saúde mental, sexualidade e vícios

  • E se, mesmo em um ano tão difícil, você não perdeu a vontade de dançar, a dica é da artista visual e intérprete de Libras Anne Magalhães. Com performances para a comunidade surda — baseadas em canções que vão do clássico Roberto Carlos aos hits do ano — ela mostra que a música vai além do som e que foi feita para todo mundo

  • Outra pessoa que dançou por 2020 foi Andressa Fontinele, influenciadora brasileira que se alongou, bailou, encenou sobre patins. Campeã sul-americana de Slalom Freestyle, a pernambucana hitou no TikTok e alegrou a timeline de todos durante a quarentena

Quer mais dicas como essas no seu email?

Inscreva-se nas nossas newsletters

  • Todas as newsletters
  • Semana
  • A mais lida
  • Nossas escolhas
  • Achamos que vale
  • Life hacks
  • Obrigada pelo interesse!

    Encaminhamos um e-mail de confirmação