Gaby Amarantos responde - Questionário Proust — Gama Revista
Questionário Proust

Gaby Amarantos

cantora

12 de Dezembro de 2020

Cantora, compositora e apresentadora paraense, é referência no gênero tecnobrega, que mistura ritmos folclóricos com música eletrônica. Em 2011, foi eleita pela revista Época uma das cem pessoas mais influentes do Brasil.

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    Cantar cercada de verde para um público que ama a natureza.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Perder a fé.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Procrastinação, autoengano. A lista é longa.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    A incapacidade de evoluir.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Uma só? Sacanagem. Essa semana, Beyoncé.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Sair da periferia do Norte para conquistar meu espaço. Certeza!

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Fazendo terapia para descobrir.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    O mito da mulher guerreira.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Na maioria das vezes para mim ou quando uso filtro nas redes sociais.

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    Égua, nada. Aprendi a me amar, mas é um processo.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Tantas! O DESpresidente é uma.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    O apoio a todas as igualdades. Gênero, raça, classe. Meus olhos brilham para o boy desse naipe.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    A amorosidade, mulher que elogia a outra, que apoia, que torce. Vamos, manas.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Se pagasse pelo uso, eu já estaria devendo uma grana para Ângela Davis.

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    Meu filho, minha carreira, meu boy importado e minha família (empatou). 

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Quando estou no palco e as pessoas cantam tão alto que me fazem calar, arrepiar e agradecer por ter insistido.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    A criatividade. Eu amo fazer uma música do zero, um roteiro de clipe, uma frase pro Twitter. Me sinto plenamente feliz criando.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Égua, nada.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Ter uma carreira e ser dona dela num mercado e num país com tanta gente que odeia ver gente como eu vencer. Vrá!

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Só sei o que eu não gostaria de ser: uma árvore.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Na minha cidade, isso se as passagens fossem mais em conta e eu não precisasse pagar o valor de um vôo internacional toda vez que tivesse que deslocar minha equipe para trabalhar. É muito cruel o isolamento que promovem com as pessoas do Norte.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Meu altar.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    Pessoas preconceituosas, negacionismo e essas merdas todas.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Criar.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Minha inteligência nesse corpo maravilhoso todo meu.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    A presença mesmo que virtual.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    No momento, estou viciada na Maya Angelou e no Nilton Bonder. Mas minha prioridade é ler mulheres.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    Na minha ficção amazônica, a minha heroína é a Yara e o Curupira, que defendem a floresta. E todos os heróis do Pantera Negra.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Todas as mulheres que lutaram contra o sistema têm minha admiração, mas as mulheres trans me fascinam.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Quero dar uma moral para o meu pai, seu Conrado. Ele tem uma história de vida incrível, dava um filme. Meu marido Gareth é meu parceiro de vida, meu filho Davi é a minha maior motivação. E meu empresário Álvaro Gazé é meu amigo e acredita no meu talento.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Gabriela é lindo. Sorry, sou leonina estereotipada no sentido da autoestima.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Gente que não quer aprender.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    São muitos, mas nenhum relevante a ponto de me fazer querer citá-lo.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Com as pessoas que me amam tendo a oportunidade de me despedir e se possível com música ao fundo.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Ser livre e fora da caixa!

Cantora, compositora e apresentadora paraense, é referência no gênero tecnobrega, que mistura ritmos folclóricos com música eletrônica. Em 2011, foi eleita pela revista Época uma das cem pessoas mais influentes do Brasil.

Quer mais dicas como essas no seu email?

Inscreva-se nas nossas newsletters

  • Todas as newsletters
  • Semana
  • A mais lida
  • Nossas escolhas
  • Achamos que vale
  • Life hacks
  • Obrigada pelo interesse!

    Encaminhamos um e-mail de confirmação