Jean Willys responde - Questionário Proust - Gama Revista
Questionário Proust

Jean Wyllys

Ex-deputado, professor e pesquisador

22 de Junho de 2020

O jornalista, escritor e ex-deputado baiano trabalha hoje como professor e pesquisador no Afro-Latin American Research Institute da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, onde se exilou em 2019 com medo de perseguições políticas no Brasil

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    E há felicidade perfeita? Enquanto houver vida, há a possibilidade do erro e da queda, logo, de uma felicidade sempre em falta, imperfeita.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Já foi o medo de morrer, ou melhor, de deixar de existir, mesmo que, em algum lugar dentro de mim, eu acredite que existe um outro nível de vínculo com a existência após a morte. Mas, hoje, com os avanços em engenharia genética e as novas tecnologias da comunicação e da informação, o meu maior medo é o de viver aqui pra sempre, sem chance de recomeçar de uma outra forma, aprisionado ad infinitum num looping de mim mesmo.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Bondade.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    Maldade.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    A minha mãe.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Gostar de sexo.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Estou em estado de alerta há algum tempo.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    A humildade. Ela tem servido por milênios para que os exaltados sejam os mesmos de sempre.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Eu jamais menti mentiras que prejudicassem outras pessoas. Todas as mentiras que eu já disse e poderei dizer só prejudicarão a mim.

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    Eu sou um cisne que, quando criança, acreditava que era um patinho feio.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Eu desprezo qualquer fascista vivo.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Honestidade. Depois, saber beijar.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Inteligência. Depois, saber beijar.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    De todas as palavras que já foram ditas, pra fazer delas novas palavras.

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    A música é o maior amor da minha vida.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    O lugar onde serei mais feliz na vida ainda está por vir, ainda bem.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    O de tocar um violão para me acompanhar cantando. Assim, eu jamais seria só.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Eu não me arrependo de nada que eu fiz até aqui.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Ter sobrevivido à pobreza e à homofobia.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Eu queria ser José Saramago ou Caetano Veloso.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    No Brasil.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Todos os meus livros.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    Viver (até mesmo no sentido de se manter) de infligir dor física e/ou psicológica ao outro.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Escrever.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Eu tenho memória.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    A lealdade.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    São muitos. Lamento por não poder citá-los todos agora. Mas José Saramago e Clarice Lispector são dois deles. Antônio Torres e Rubem Fonseca também. Gosto do Caio Fernando Abreu, Silviano Santiago, João Silvério Trevisan, Lúcio Cardoso, Aguinaldo Silva, Oscar Wilde, Jean Genet e Rimbaud. De Jorge Amado e de Érico Veríssimo. De Mário Quintana, Vinícius de Morais, Hilda Hilst e de Elisa Lucinda. De Michel Foucault, Sigmund Freud, Didier Eribon, Bourdieu, Hannah Arendt e Susan Sontag. De Lorca, Brecht, Miguel Fallabella e Nelson Rodrigues. Do Valter Hugo Mãe. Da Tony Morrinson e do Michal Cunningham. E do Amoz Oz.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    A Mulher-Maravilha.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Luiz Inácio Lula da Silva.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Minha mãe, minhas irmãs e meus irmãos.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    José e Gregório.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Não me sentir livre.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Eu não me arrependo de nada que fiz até aqui.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Dormindo depois de uma vida longa e boa.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    “Esses todos que estão aí atravancando meu caminho, eles passarão. Eu passarinho!”

O jornalista, escritor e ex-deputado baiano trabalha hoje como professor e pesquisador no Afro-Latin American Research Institute da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, onde se exilou em 2019 com medo de perseguições políticas no Brasil

Quer mais dicas como essas no seu email?

Inscreva-se nas nossas newsletters

  • Todas as newsletters
  • Semana
  • A mais lida
  • Nossas escolhas
  • Achamos que vale
  • Life hacks
  • Obrigada pelo interesse!

    Encaminhamos um e-mail de confirmação