Bloco de Notas da Semana "E meditar, já tentou?" — Gama Revista
E meditar, já tentou?

5

Bem-estar

Bloco de notas

A seleção da equipe Gama para acalmar a mente e atingir o estado zen

31 de Maio de 2020
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    ©Francis Apesteguy/Getty Images

    “Dormir é a melhor maneira de meditar”, disse Dalai Lama durante uma sessão de meditação. Na década de 90, fundou o MIND AND LIFE INSTITUTE, que uniu ciência à sabedoria contemplativa para entender melhor a mente e criar mudanças positivas no mundo.

  • Respire e prepare-se para relaxar. Agora durante a pandemia do novo coronavírus, enquanto tudo parece estar fora de controle, a meditação pode ser a chave para acalmar a mente. Em um guia do New York Times, há  DICAS DE COMO COMEÇAR a meditar, além de áudios de um a 15 minutos de prática. AQUI, métodos para apaziguar sentimentos de medo, ansiedade e incerteza causados pelo isolamento.

  • Imagem da listagem de bloco de notas

    Ravi Shankar foi um dos grandes nomes da música clássica Hindustani, tradicional do norte da Índia. Sua criação ultrapassou fronteiras e deixou um legado na história depois de sua MORTE, em 2012. Um dos trabalhos mais aclamados de Shankar foi o álbum “CHANTS OF INDIA” de 1997, que consiste em orações sagradas védicas e hindus musicadas. Produzido pelo Beatle George Harrison, que era seu amigo, o álbum foi reeditado digitalmente. Há um mini documentário sobre a COLABORAÇÃO ENTRE SHANKAR E HARRISON, que acreditava no poder do gênero para “ajudar a trazer equilíbrio para uma vida diária pacífica”.

  • “O efeito da meditação é como o de uma atualização de software para o cérebro”

    Farhad Manjoo, jornalista de tecnologia, passou a meditar para MELHORAR SUA RELAÇÃO COM TRABALHO e consigo mesmo.

  • Quando lançou “Jagged Little Pill” em 1995, a canadense Alanis Morissette vibrava frustração e vingança em cada nota. Mas com o tempo, a raiva se dissipou e deu lugar a uma artista calma. Segundo ela, a mudança ocorreu graças à meditação. No vídeo acima ela conta essa história, guia uma sessão e dá dicas de autocuidado.

  • Se nenhum estilo de meditação parece conquistá-lo, se a música mais distrai do que ajuda, se concentrar-se somente no inspirar e no expirar parece impossível, pode ser que a meditação não seja para você – e tudo bem. Cada um tem uma forma de apaziguar os pensamentos. Alguns, usam a meditação. Outros, ACALMAM A MENTE DE OUTRAS FORMAS, na cozinha ou pela leitura, como neste texto de Madeleine Aggeler sobre ter desistido da prática tradicional da meditação (e estar bem com isso).

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    ©Gettyimages

    Foto da obra de Yayoi Kusama que o Museu The Broad, de Los Angeles, postou na campanha #MUSEUMMOMENTOFZEN, iniciativa do MUSEU DA CIDADE DE NOVA YORK para proporcionar momentos de contemplação durante o isolamento.

  • O último episódio da sérieEXPLICANDO – A MENTE, da Netflix, é voltado ao estudo da meditação, e como a prática pode ser remédio para corpo e mente.

  • Imagem da listagem de bloco de notas

    De aplicativos de meditação guiada o mundo está cheio. Além do festejado HEADSPACE, que já tem versão em português, há opções como: LOJONG, CALM, ZEN, INSIGHT TIMER  e VIVO MEDITAÇÃO. Mas, para além dos apps de meditação tradicionais, às vezes tudo que se precisa é um metrônomo, ou o app de mesma função, disponível para ANDROID e IOS. Por meio de pulsos sonoros de duração regular, o aparelho indica um andamento musical. Para além da música, ele pode ser usado nos exercícios de respiração, já que dá ritmo ao inspirar e expirar, ajuda na concentração e na visualização de uma imagem.


  • Mas nem só de exercícios de respiração e silêncio vive a meditação. Ela também pode ser ativa, realizada por meio de movimentos do corpo, atividades físicas e expressões verbais. Esse tipo de meditação foi difundida pelo guru Osho, que acreditava no poder da prática para acalmar até a mente mais inquieta.