Bloco de Notas da Semana "Não mantenha distância" — Gama Revista
Não mantenha distância

5

Bloco de notas

Bloco de notas

Arte, ativismo, sexualidade, educação, acessibilidade. Uma seleção de conteúdos relacionados ao tema inclusão

12 de Julho de 2020
  • Imagem da listagem de bloco de notas

    O CULTURE DEVICE é um projeto de dança direcionado para artistas com Sindrome de Down. No ano passado, o grupo participou de uma residência no Royal Opera House, em Londres, e reinterpretou a peça RITO DE PRIMAVERA, de Stravinsky, que completou 106 anos. Adam Csoka Keller filmou a produção para o Nowness.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    © Arquivo pessoal

    As ativistas Lele Martins e Leandrinha Du Art se reuniram em um bate papo para falar sobre INCLUSÃO E PRECONCEITO. A série de lives foi promovida pelo Mídia Ninja.

  • “Não senti vergonha da minha deficiência. O que eu senti foi exclusão”

    A ativista americana Judith Ellen Heumann disse a frase durante as gravações do documentário (imperdível) CRIP CAMP: REVOLUÇÃO PELA INCLUSÃO (Netflix) sobre um acampamento inovador da década de 70 que fez história ao liderar um caminho por mais igualdade. Hoje com 72 anos, Judy é reconhecida internacionalmente como líder na luta por direitos de pessoas com deficiência.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    © Daniel Zappe

    O atleta paralímpico mais rápido do mundo é brasileiro. Entre grandes nomes do esporte, o paraibano PETRÚCIO FERREIRA alcançou marca histórica na semifinal dos 100m para amputados de braço abaixo do cotovelo, no Mundial de Atletismo em Dubai (2019). Na final, levou a medalha de ouro e subiu ao pódio ao lado de dois outros atletas brasileiros.

  • No Brasil, a sexualidade de pessoas com deficiência ainda é tabu. Já na França, a LEGALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA SEXUAL PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA voltou a ser debatida no início do ano e reacendeu a polêmica. Isso porque, em muitos países, a prostituição não é enquadrada dentro da lei. Mas muitas insituições no Brasil e no mundo admitem colocar os assistentes sexuais em contato com as pessoas com deficiência enquanto aguardam que o tema seja tratado com a devida atenção.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    © Julien billy Photography

    A amplificação de vozes negras é uma busca também na realidade das pessoas com algum tipo de deficiência. Nesta lista, oito perfis no Instagram que valem o follow e, entre eles, o nome de Shaheem Sanchez se destaca. Com deficiência auditiva desde os quatro anos de idade, o ator e dançarino americano MISTURA LINGUAGEM DE SINAIS E HIP HOP para falar sobre a causa.

  • Nas memórias de um pai que tem um filho com deficiência, o livro O FILHO ETERNO, de Cristovão Tezza, expõe as inúmeras dificuldades e as saborosas pequenas vitórias de criar um filho com síndrome de Down.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    © EMEF Desembargador Amorim Lima

    Autonomia e respeito em primeiro lugar – essa é a premissa do projeto pedagógico da Escola Municipal Amorim Lima. Mas nem sempre foi assim. Para abraçar um educador com deficiência, o colégio público virou o rumo, renovou seus valores e práticas para então ensinar todas as crianças (e receber todos os professores), reconhecendo a heterogeneidade de cada um. Hoje, a escola é REFERÊNCIA NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    © Netflix/Divulgação

    A rotina de um jovem no espectro do autismo pode ter algumas questões atípicas, mas nada tem de anormal. Aliás, os conflitos e dificuldades de Sam, protagonista da série ATYPICAL, tem tudo a ver com a vida de qualquer adolescente: a busca por amor e independência.


  • “Pessoas cegas não precisam enxergar” é o nome do TedTalk de Santiago Velasquez. Fundador do EYESIGHT, uma empresa focada em problemas de acessibilidade do mundo moderno, ele defende que deficientes visuais precisam — isso sim — ter o mundo à sua volta totalmente adaptado às suas necessidades.